Governo, elites e oportunistas mentem sobre o funcionalismo público

Governo, elites e oportunistas mentem sobre o funcionalismo público

Governo, elites e oportunistas mentem sobre o funcionalismo público

😠 Para conseguir apoio à Reforma Administrativa (PEC 32/2020), o governo Jair Bolsonaro e os setores ligados às ‘elites’ (inclusive a velha mídia) distorcem dados sobre os serviços públicos.

📌 Eles dizem que há inchaço de servidores, mas no Brasil apenas 12% dos trabalhadores estão nos serviços públicos, enquanto em quase todos os países desenvolvidos a proporção é muito maior. Por exemplo, nos Estados Unidos são 15%, no Canadá são 19%, na Finlândia são 24% e na Noruega são 30%.

📌 Dizem que os gastos com servidores são muito altos, mas enquanto o Brasil gasta apenas 13,7% do PIB com salários de servidores (cujo trabalho beneficia toda a população), gasta mais de 18% do PIB com o sistema financeiro (que beneficia apenas um pequeno punhado de privilegiados e rentistas – muitos nem moram no Brasil).

📌 Dizem que servidores ganham muito, mas 50% recebem menos de 3 salários-mínimos.

📌 Dizem que servidores são privilegiados, mas 60% atuam nas áreas de saúde, educação e segurança pública (e qualquer pessoa sabe que essas áreas estão longe de serem marcadas por privilégios).

⚠ O que o governo não diz é que magistrados e algumas poucas carreiras ‘de topo’, políticos, e militares das forças armadas não serão atingidos pela Reforma Administrativa. São justamente os setores que recebem maiores salários e benefícios.

🤥 Os brasileiros não precisam de mais mentira. Precisam de mais políticas públicas para que possam ter acesso a seus direitos mais fundamentais.