Dívida pública tira recursos da educação

Dívida pública tira recursos da educação

Dívida pública tira recursos da educação

😷 Em vez de ampliar os investimentos sociais para fazer o Brasil se recuperar dos impactos da pandemia de Covid-19, aumentando o atendimento à saúde, melhorando a educação, incentivando a pesquisa e a ciência, o governo de Jair Bolsonaro prefere destinar mais recursos para o sistema financeiro.

⚠ Mesmo o Brasil enfrentando centenas de milhares de mortes e as universidades se esforçando para não fecharem suas portas, o governo destinou 39,08% do orçamento federal para juros e amortizações da dívida pública (que nunca é auditada e não para de crescer), um crescimento de 33%. Enquanto isso, saúde e educação ficaram com apenas 4,26% e 2,49%, respectivamente.

Ao mesmo tempo, o governo nada fez para reduzir o desemprego recorde, a inflação, a alta dos preços dos combustíveis, o custo da cesta básica, a fome e a miséria crescentes.

👎 Desse modo, a riqueza gerada pelos trabalhadores brasileiros é diretamente transferida para grandes bancos e especuladores nacionais e estrangeiros, enquanto a população sofre cada vez mais com as escolhas de um governo que sempre prioriza as camadas mais ricas, enquanto abandona a população que trabalha para fazer o Brasil andar.