Defensores da Reforma Administrativa mentem sobre “excesso” de servidores

Defensores da Reforma Administrativa mentem sobre “excesso” de servidores

Defensores da Reforma Administrativa mentem sobre “excesso” de servidores

⚠ Os membros do governo sabem que se fossem sinceros sobre os reais objetivos da Reforma Administrativa (PEC 32/2020), deixando claras as suas intenções de destruir as políticas estatais e os serviços públicos no país, seria ainda mais difícil conquistar apoio.

🤥 Por isso, apelam para mentiras, como a de dizer que o Estado brasileiro é “inchado”, com excesso de servidores, e que o gasto com sua folha de pagamento é muito alto.

🧐 Vamos aos fatos: a média de funcionários públicos em relação ao total de trabalhadores nos países membros da OCDE é de 21%. Enquanto Dinamarca e Noruega ficam próximo de 30%, o índice no Brasil é de apenas 12%.

😠 Além disso, enquanto Dinamarca, Noruega e Finlândia gastam, respectivamente, 16%, 15% e 14% de seus PIB com pagamento de servidores, no Brasil o número é de 10,5% do PIB. Importante lembrar que o PIB per capita (por pessoa) nos países mais ricos é muito maior do que no Brasil.

💲 A maior parte dos recursos públicos não são usados para pagar os servidores, e sim para juros e amortização da dívida pública, que consomem 39% dos recursos federais por ano e mesmo assim continua crescendo.

#serviçopúblicoparatodos #ServiçoPúblico #ValorizeOServidor #ReformaAdministrativaNão #PEC32Não